segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

nerd caipira

cada palavra vazia
e retoricamente transparente
na sua basicalidade demente
generalista,
geral, de massa, portanto,
média,
mediana; mediocre como todo
o pensamento judeizado,
atômico e hollywodiano.

nessa trevas, de capitalismo
mimado, misturado com tudo,
mais fundo
nas cores, sedutoras e belas.
só elas. pelas janelas.

nos amores superficiais,
nos rumores extra oficiais,
nos sabores virtuais,
nas flores artificiais.

sinceramente desleal e provinciano
em cada gesto de nada,
penteando sua franja pentecostal.

implosivo e deseducativo.
e ela foi a grande
revolução feminina
depois da pílula e da
minissaia.

ariel

3 comentários:

Loo disse...

gostei! :)

Valmir disse...

Passei pra dar uma lida nos últimos...
Abraço queridão!!

Gauche disse...

busquei você nos meus amigos do orkut, mas não o achei, daí vim aqui dar os parabéns pelo ingresso nas letras. vi seu nome na lista dos matriculados. que bom que deu certo este ano!

abraços.