segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

teorias e tabuadas

vejo com olhos livres
as coisas como não são

nonsense
procuro minha bandeira
de são joão

se o moderno ficou antigo
e a moda é ser retrô
então o mundo acabou
e ninguém me avisou

entrego-me ao verbo
que criou o mundo
e se fez carne
moída

busco uma tábua
de salvação na arte
do con-traste

supercordas (vocais) criando
matéria

luxo-lixo-sagrado-profano
e assim vou ficando
antigo de novo

3 comentários:

Pedro disse...

UM NOVO GÊNIO DA POESIA BRASILEIRA. UMA ENERGIA NUNCA DANTES SENTIDA.

FreqüenciaDuvidosa disse...

velho-antigo-novo-vintage-retro-retrocesso- abcesso- subversão do pós-moderno.

Ariel Pádua disse...

um novo expoente da cultura nacional!

hahhaha

futuro imortal!