quinta-feira, 5 de março de 2009

pequena tese

todas as tragédias são naturais incluindo a humana que é só um sonho dentro de outro sonho de um deus que está para acordar e ao acender a luz percebe que tudo está no lugar e o sol aquece o coração de quem ama o céu infinito acima de nós nos assusta e conforta na mesma medida de nossas derrotas que fazem as rimas darem sentido ao que não tem sentido só te quero vivo rico soberano na alegria e na doença ao meu lado quando eu tiver sessenta e quatro e me lembrar de coisas que não vivi e das músicas que cantei bebendo café chorando sem saber o motivo com a tevê ligada sem som enquanto algum pastor falava e falava e mostrava o número da conta do bradesco eu comia negresco só pra rimar e concluir esta pequena tese

2 comentários:

Jeam Camilo disse...

Ter lido seus últimos três textículos e, em especial seu MELHOR, onde lemos...no momento em que lemos.... enfim....pequena só no título, porque o sentido é infinito... sua tese é de uma vida inteira., num mundo mundo.... VASTO mundo Galego....

Flávia disse...

Eu tenho gostado demais de vir aqui!