sábado, 20 de março de 2010

Grau Zero

Arte: Vanessa Cornélio

Meu discurso é solto e compromissado só com o ato de escrever. Quem sabe, eu faça parte de um movimento desorganizado, contudo sintonizado numa estação de poderosa frequência.

Pensar nada, sentir tudo. Entrar e sair, livremente. Talvez seja mais prudente. Senhas, sonhos e sinas. Até chegar ao grau zero, zilhões de Zecas e zicas. É como nadar e nadar e morrer na praia.

Melhor só sentir as braçadas, sentir a vida, sentir cada ferida abrindo e fechando. Ter coragem pra ser só mais uma folha, voando em qualquer direção, contanto que leve a si mesmo.

Ariel Pádua



"Nine out of ten movie stars make me cry, I'm alive."
Caetano Veloso

Um comentário:

Chaos disse...

seu blog está cada dia melhor!!!Parabéns!!!